Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

Maio 30, 2012

Exames nacionais

vai-teaosprofessores

Os exames estão à porta e continuo a ter alunos muito desinteressados.

Hoje mostrei aos alunos perguntas do exame da época passada, a resposta dada por colegas e quais os critérios de correção propostos pelo Gave, para os alunos terem consciência de qual a melhor resposta a dar.

Claro que em vez deste treino específico de como responder nos exames nacionais, as perguntas de interpretação de textos e de leitura de gráficos, deviam aparecer associadas a teorias económicas, o que nem sempre acontece. Quando acontece a parte teórica vale somente 3 pontos em 20. Ora estou completamente em desacordo com este tipo de perguntas, que levam ao tal treino específico para os exames...

Esta é a realidade e a melhor forma de lidar com ela é prevenir os alunos para os critérios de correção.

Por sua vez o Gave insiste neste tipo de perguntas, dando formação para formatar as correções exigidas, em vez de melhorar as perguntas. Além disso estas intruções são contraditórias com os critérios específicos, onde se considera cada descritor como certo, errado ou incompleto, achando eu que se deveria somente considerar certo ou errado, para perguntas que encerram textos ou gráficos que têm as respostas, devendo o aluno só explicitá-las.

Em vez de formatarem corretores, os srs. do Gave deviam pedir aos zecos opinião do que deveria ser o exame! Alguns de nós têm experiência de décadas, apesar de nem todos terem formação universitária além da licenciatura. Mas também os há com mestrados, pelo que estes, na vossa lógica, devereiam ser ouvidos! Ou além de desvalorizarem a experiência também desvalorização as graduações universitárias com lógicas diferentes das vossas?

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.