Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

Março 21, 2011

O facilitismo do Sousa Tavares

vai-teaosprofessores

Na última edição do Expresso o comentador Sousa Tavares voltou a opinar com base em dados incorrectos, os professores não recebem 25€ por cada prova corrigida, mas 5€. Os professores não corrigem os exames dos alunos da sua escola e os exames são anónimos. Um comentador tem de ter a humildade de não opinar sobre o que não sabe e sendo tão bem pagos até deviam ter uma equipa que lhes fornecesse dados correctos. O que aconteceu com o Sousa Tavares foi facilitismo. Espero que a direcção do jornal corrija os factos e que multe este comentador por desprestigiar o jornal...

Março 16, 2011

A navegação à vista também é uma forma de facilitismo

vai-teaosprofessores

 O período de governação de Isabel Alçada padece dos males deste governo, governa à vista ao sabor da conjuntura, sem qualquer estratégia educativa o que é também uma forma de facilitismo. Assina um acordo com os professores e logo a seguir deixa cair algumas clausulas, nomeadamente o concurso e o congelamento da carreira, promete uma reforma curricular e aplica outra com base em efeitos orçamentais, como a redução da área de projecto, do estudo acompanhado e redução dos professores de ETV. O que esta senhora pensa para a educação não se sabe ou tem metido na gaveta, está lá pelo poder e prestígio de ser ministra não por uma visão do que deve ser a educação e isto também é facilitismo.

Quanto aos professores estão acomodados e a promessa de formas de lutas radicais, como greve aos exames e às avaliações, sem uma grande mobilização é um erro profundo de estratégia sindical. O que vale é que vamos para eleições e tudo isto ficará em «banho maria».

Março 02, 2011

A pressão para o facilitismo é enorme

vai-teaosprofessores

Nos cursos profissionais acabei alguns módulos e ao atribuir as notas senti uma pressão enorme para passar os alunos, porque sentem que o clima é de facilitismo, quer pelo peso dos outros critérios de 40%, quer pelo que ouvem do que se passa nas novas oportunidades. Tive alunos com média de 7, que tiveram uma falta disciplinar, que não me trouxeram os testes negativos assinados, que reivindicaram com alguma mal criação a nota positiva e mesmo com ameaças veladas, nomeadamente perguntando-me se já me riscaram o carro. É este o clima de facilitismo que se vive nas escolas, que tem um impacto sobre o empenho dos alunos, estes não sentem que têm de estudar para passar de ano, sendo a situação mais grave nos cursos profissionais, nos de prosseguimento de estudos os exames ainda vão constituindo uma barreira à entrada da mentalidade facilitista.