Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

Outubro 13, 2010

Novo ano nova oprtunidade perdida.

vai-teaosprofessores

Acabei de ler um livro do Krugman em que defendia o caracter decisivo das políticas ( governamentais ) nos acontecimentos económicos, pondo em causa a importância do mercado como explicação para os resultados económicos alcançados. Outro exemplo que se pode dar é o Brasil de Lula que quebrou o circulo vicioso da dependência do FMI e iniciou a construção de um mercado interno forte alicerçado no combate à pobreza com a sua política económica de promoção da igualdade.

Ora, vem isto a propósito da minha escola ter subido o peso da avaliação nos cursos gerais de 70% para 80%, mantendo os anteriores 60% nos cursos profissionais. Esta política educativa a nível de escola deu um sinal positivo para os cursos gerais de que é preciso estudar, enquanto que para os cursos profissionais continuamos a dizer que basta estudar para oito e portarem-se bem para passarem. Este sinal é negativo e promove o não empenhamento dos alunos no domínio das matérias.

Não sei se é este tipo de truques que a Lurdinhas, que deu hoje uma entrevista ao JN, defende quando diz que é preciso arranjar mecanismos para não haver reprovações! Isto continua a ser facilitismo, porque os alunos são estimulados a fazer o mínimo e a terem uma postura não conflituosa, mesmo que seja alheada das matérias. Desde cedo formamos futuros trabalhadores que fingem que trabalham, mas nada fazem e que no ensino secundário foram recompensados por terem tido esta postura.