Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

Fevereiro 16, 2011

A escola pública reage aos problemas que lhe criam

vai-teaosprofessores

A escola pública começa a reagir aos problemas que lhe estão a criar, a saber: avaliação dos docentes, redução de efectivos, clima de desconfiança entre os professores, etc.

Começo por considerar que o principal problema da escola pública é o da indisciplina resultante da pressão para os alunos não terem insucesso escolar, porque há alunos que vão passando sem alcançarem objectivos mínimos, o que os leva a terem comportamentos incorrectos na sala de aula e destes comportamentos não resultam quaisquer sanções, alguns ainda são premiados com passagens de ano. Este problema começa a ser debatido na sociedade, também na escola, o que já é um aspecto positivo.

O segundo grande problema que causa instabilidade é sem dúvida a avaliação de professores, que veio criar um clima de desconfiança generalizado entre professores, porque o sistema é injusto, avaliadores e avaliados são concorrentes dentro da mesma quota, e porque a operacionalidade de vários parametros da avaliação não tem muita lógica em face das condições objectivas de funcionamento das escolas. Sobre o assunto li no blog do Guinote um texto em que se colocavam várias questões sobre os parâmetros com toda a pertinência. O problema com esta avaliação de professores é esta desviar o trabalho dos professores da sua principal actividade que deve estar centrada nos alunos.

Por último a senda economicista continua, reduzindo-se o número de professores, quando se devia era reafectar os docentes para as áreas consideradas chaves para se realizar o sucesso desejado. O caminho não é decretar-se o sucesso, mas criar-se condições para que ele aconteça, o que em muitos casos implica empenhar recursos humanos e não o contário. Como diz o povo não se pode fazer omoletes sem ovos ...

Depois de um período de acalmia e à medida que se constata a inoperância das soluções propostas, a escola pública começa a reagir, ainda timidamente, mas creio que se vai verificando um crescimento sustentado.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.