Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

Janeiro 19, 2015

A questão da discrepância entre notas internas e avaliação externa

vai-teaosprofessores

O MEC publicou recentemente um site (infoescolas.mec.pt) que permite analisar a evolução dos alunos entre os 9º ano e 12º ano, bem como o desnivelamento entre as notas internas (CIF) e avaliação externa (exames). Esta situação é positiva e facilitadora do debate, ao permitir um debate mais objetivo, porque baseado em dados estatísticos, apesar de ser possível intrepretar de forma diferente os mesmos dados, mas pelo menos o debate desce da estratosfera para a atmosfera.

Este problema, das diferenças entre notas internas e externas, já tinha sido colocado por outros investigadoras. Com esta estatística permite-nos colocar hipóteses sobre o comportamento das escolas e estratégias para os alunos terem a entrada na faculdade assegurada: uma possível estratégia de muitas escolas, é inflacionar as notas internas para agarantir o acesso ao superior se algo correr mal no exame. De facto nesta situação aparecem muitos colégios, aparecendo pelo meio poucas escolas públicas, entre as 24 escolas assinaladas.

O interessante é a atitude do ministério que ameaçou ou vai concretizar o envio da Inspeção às ditas escolas, em vez de intervir com normas gerais para as classificações internas, como por exemplo impondo um teto ao peso dos outros critérios, que pode ser 20% ou menos, quando hoje se pratica situações que chegam aos 40%, com excepções para certos cursos (vocacionais) e educação física, que em parte já viu o problema resolvido com a exclusão desta disciplina da média do secundário. Mais uma vez este governo foge da regulação e parece acreditar na autoregulação, bastando para isso divulgar informação, o que tipico de uma atitude neoliberal que nada aprendeu com a história económica e suas crises. Por outro lado, não toma medidas contra o ensino privado.