Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

Fevereiro 02, 2016

A questão da gestão das escolas

vai-teaosprofessores

Vem este tema a propósito de uma discussão com uma colega e um post no «meu quintal».

Com a colega discuti o regresso ao modelo anterior de gestão, que tinha a vantagem de ser mais democrático e permitir enquadrar a escola numa prática de democracia direta. Dizia-me a colega que o atual modelo tem pessoas a decidir sobre o diretor que não conhecem bem a realidade, como os representantes da autarquia e em certos casos os pais, que conhecem só a realidade, leia-se turma, que os filhos frequentam. Mas, como disse, na minha opinião a vantagem é termos uma escola verdadeiramente democrata e de participação direta nas eleições, criando-se hábitos de democracia participativa e direta.

Outro argumento é que com a cultura que temos ainda eivada de clientelismo, um poder uninominal, torna mais difícil o escrutíneo deste clientelismo. Basta ver como os diretores defendem a autonomia de escolherem os professores. Ora, isto vem a propósito do artigo do Guinote, no «meu quintal», que diz que não compreende esta atitude pois ele como professor recebe na sala de aula todos os alunos, não os escolhe, pelo que o diretor só tem de trabalhar com os professores que forem colocados, como os professores trabalham com os alunos que lhe cabem.O sistema centralizado de professores acaba com parte do clientelismo.  Não sou adepto da autonomia quando ela não corresponde ao melhor sistema e não o é na colocação de professores no nosso contexto cultural.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.