Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

Janeiro 13, 2015

A questão dos rankings

vai-teaosprofessores

Uma vez por ano aparecem-nos rankings dos exames nacionais. Esta análise é bastante limitada, porque compara realidades diferentes.

Estas realidades diferentes resultam em primeiro lugar dos estratos sócios,económicos e culturais que frequentam as escolas. Assim, quem tem alunos dos estratos mais elevados e médios acaba por estar no top dos rankings, quer sejam escolas privadas ou públicas. Portanto, a narrativa da comunicação social não é correta, isto é, quem está no top são as escolas privadas com a intromissão de algumas públicas, pois, as escolas de top têm o mesmo tipo de alunos.

Algumas escolas vão mesmo mais longe na escolha dos alunos, recusando alunos de necessidades educativas especiais, além da questão económica relacionada com os custos dos privados - havendo sempre extras a pagar -, mesmo sendo financiados pelo Estado, como forma de não facilitar o acesso a alunos das classes mais baixas. Nas públicas este processo de escolha de alunos é mais escondido nos processos de criação de turmas, mas existe.

Depois temos uma orientação para o sucesso nos exames, sem olhar os alunos de uma forma holística,existindo necessidade de formação humanística e de socialização. Estas situações aparecem em estudos que mostram mais dificuldades de adaptação dos alunos do privado nos primeiros anos de frequência do superior.

Concluindo, temos necessidade de ter algum cuidado e rigor na análise dos rankings.