Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

Fevereiro 07, 2017

Estudo do Comregras sobre indisciplina

vai-teaosprofessores

É notícia hoje um estudo sobre indisciplina escolar, abrangendo 45 escolas/agrupamentos, em que se constata a existência de mais problemas de indisciplina, ainda que não muito graves.

Como já defendi em outros posts a indisciplina condiciona bastante o desempenho de uma turma, pelas interrupções que provoca e pelo exemplo que tende a alastrar. É, pois, preciso atacá-la, seguido a tese de que qualquer ato de indisciplina deve ser penalizado, mesmo que seja pequeno, em analogia de que a delinquência começa por partir vidros ou escritos na parede e deve ser logo combatida nesta fase (mayor de Nova York). As medidas mais eficazes é impedir os alunos indisciplinados de ir às visitas de estudo.

Em escolas centralizadas no Diretor é este que atua, algumas vezes tende a ignorar pequenos delitos, que se vão transformando em delitos mais graves e depois as medidas têm de ser as mais graves, quer porque os alunos vão repetindo, quer porque outros seguem o exemplo destes alunos. Conheço um caso em que o diretor só começou a agir quando se tornou moda insultar os professores, depois de estes o pressionarem a agir.Também tenho experiência de uma estrutura mais descentralizada, com base nos diretores de turma, em que aqui o problema é existirem tantas políticas, como diretores de turma. Se se trabalha com um diretor de turma empenhado na resolução do problema, a indisciplina controla-se ao fim de algum tempo, sem medidas disciplinares graves aplicadas aos alunos, mas se o diretor de turma deixar andar e tenta só conversar, o problema tende a agravar-se.

O mesmo estudo refere que os casos mais graves estão nos centros urbanos maiores. Como trabalho em zona mais rural os casos não são tão generalizados e os problemas não são tão graves, mas têm de ser logo atacados, mesmo nos casos menos graves. Pensando em zonas mais urbanas, sabemos que a indisciplina já vem de fora da escola (onde há zonas propícias ao seu desenvolvimento: os bairros problemáticos) e é preciso haver maior coordenação diretor com os diretores de turma.

Concluindo a indisciplina é um dos fatores que mais contribui para o insucesso escolar, pelo que deve ser combatida, mesmo nos casos de menor gravidade, e quanto mais grave é a situação mais coordenação deve existir entre todos.