Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

Outubro 24, 2018

O que ainda faz os professores serem estimados?

vai-teaosprofessores

Os inquéritos feitos às poupulações valorizam os professores, dando-lhes credibilidade e reconhecendo a sua dedicação. Não obstante, do lado dos governos tem sido uma classe profissional que tem sido analisada mais do lado dos custos orçamentais, em vez de um investimento para o futuro, como devia ser encarada a educação e os seus operacionais qualificados.

Esta classe tem sido afrontada não só do ponto de vista dos salários, onde tem sido discriminada, sendo uma das poucas em que o tempo de serviço congelado não foi integralmente contado. Mas não tem sido só no aspeto monetário que os professores têm sido afrontados, foram afastados da escolha direta dos seus dirigentes (agora estão em minoria no CG), foram sobrecarregados de tarefas burocráticas, são cobaias da aplicação de teorias educativas, são sacrificados com mais horas de trabalho - na componente de trabalho individual - na implementação destas teoriais, sem que depois se faça uma avaliação independente das experiências, aumentam o seu ritmo de trabalho ao implementarem novas leis e novos paradigmas em cima do começo do ano letivo.

Este contraste entre o reconhecimento da população e o tratamento dos governos, que querem fazer omoletes sem ovos (sem dar recursos às escolas) à custa da intensificação do trabalho não letivo com os alunos dos professores, que pode prejudicar o trabalho letivo na medida em que os professores estão mais cansados senão mesmo em burnout, tem de ser resolvido ou a escola entra em ruptura. 

Se até agora o sistema não entrou em colapso deve-se ao profissionalismo dos professores que apesar destas condições adversas gostam daquilo que fazem e para se manterem lúcidos recorrem cada vez mais aos fármacos. Mas esta solução é como a aspirina alivia mas não cura e os problemas vão-se agravando!...

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.