Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

Março 13, 2018

Os professores e os bancos

vai-teaosprofessores

Esta semana sabemos que os professores vão fazer greve porque o governo não quer recuperar todo o tempo congelado para progressão, com o argumento de que esta situação não é sustentável financeiramente

Há uma injustiça face aos outros funcionários públicos, porque através do sistema de pontos podem recuperar o tempo de serviço, o que não acontece com os professores.

Mas mais importante que esta injustiça relativa, face aos outros funcionários públicos, é o que se passa em relação ao setor bancário, em que há pouco tempo soubemos que se teria de ter um novo aval do Estado para o Novo Banco e soubemos ontem que houve um crédito fiscal de 800.000 € para o Montepio.

Daqui ressalta que o setor bancário é mais importante socialmente que o ensino. Ser banqueiro faz parte da classe dominante, porque há uma circulação entre políticos e banqueiros (até podem ser os donos disto tudo) e os professores são cada vez mais desvalorizados socialmente, apesar da confiança - cerca de 80% - que os portugueses atribuem a esta classe profissional, mas nunca foram responsáveis pelo seu comportamento por crises económicas e por comportamentos que geraram resolução de bancos (BES, Banif). Nós que contribuímos para um futuro melhor, com portugueses mais instruídos e que criamos condições para a inovação tecnológica que exige conhecimentos, temos vindo a ser desvalorizados socialmente e os que produzem crises são ajudados pelo Estado.

Concluindo, a atitude de desvalorizar socialmente os professores e perdoar e ajudar os bancos introduz uma distorção moral inaceitável.