Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

Novembro 21, 2011

Os alunos continuam a passar com 8 valores

vai-teaosprofessores

Já o 1º período vai avançado e dou-me conta que nos critérios de avaliação a ESF continua na mesma no que se refere aos cursos profissionais, com os alunos a poderem passar com notas de 8 valores na avaliação de conhecimentos completados com outros critérios que continuam a valer 40% da nota final. Ainda não foi este ano que se iniciou a recuperação deste facilitismo. Já para os cursos de prosseguimento de estudos, os outros critérios podem variar entre 20-30%, pelo que coerentemente, contraofacilitismo, foram estipulados em 20%.

Não sou contra a função socializadora da escola, mas a sua avaliação só deve pesar o máximo 20% na nota global.

Tive este ano uma turma nova que me foi imposta no 11º ano, portanto já a meio do seu percurso escolar de economia. As notas obtidas no 1º teste foram muito más em relação às notas que lhes foram atribuídas no 10º ano. Dadas as circunstâncias de os alunos não estarem habituados aos meus métodos vou fazer um teste de recuperação, mas sem deitar fora a nota do teste já feito. Estou a pensar em atribuir 50% ao teste feito e 50% ao teste de recuperação, para que os alunos não deixem de assumir responsabilidades do que fizeram, mas ao mesmo tempo dar-lhes hipóteses de recuperarem, compreendendo as circunstâncias decorrentes de mudarem de professor. Ser contraofacilitismo não implica não compreender as circunstâncias anormais ou especiais, sendo natural haver um período de adaptação entre professor e alunos. Depois, quem teimar em resistir à mudança vai ser penalizado... até porque na aula de apoio trabalho o que considero essencial, os alunos aprenderem a fazer resumos e a desenvolverv temas. Depois de preparados não há razão para não se adaptarem.

Sobre o novo ministro não vou fazer comentários, além de o considerar como adjunto do ministro das finanças para educação, porque ainda não há nada de concreto decidido, além dos cortes já anunciados.