Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

CONTRAOFACILITISMO

Blog para debater ideias que recusem o facilitismo em educação.

Abril 12, 2017

Uma reflexão sobre o caso dos estragos de alunos finalistas em Espanha

vai-teaosprofessores

O que recentemente se passou em Espanha, vem sendo habitual em visitas de estudo de mais de um dia, em que os professores acompanhantes têm queixas de barulhos, quartos muito sujos (vomitado), quando chega a altura de fazer o Check out. Estou a falar de uma visita de estudo feita há mais de 10 anos em que participei, a partir daí não fiz mais visitas de estudo com noites fora, perdia a confiança nos comportamentos dos alunos.

Mais recentemente, numa saída de manhã e chegada ao fim da tarde também me pareceu que houve ingerência de bebidas alcoolicas durante o almoço - os alunos de mais de 16 anos foram deixados num centro comercial para almoçarem com supervisão dos professores -, por alguns comportamentos alterados e alguma sonolência. Ou seja, mesmo tendo atenção redobrada é impossível controlar tudo!

Neste momento peso entre o benefício das visitas de estudo em termos de conhecimento, o lado positivo das mesmas e a utilização de qualquer oportunidade para o consumo de bebidas alcoolicas, atitude enraízada em alguns estudantes. 

A conclusão que tiro é precisamente a de que hoje em dia a juventude não sabe divertir-se sem o recurso a bebidas alcoolicas. A culpa não é da escola, pois na escola não têm acesso a este tipo de bebidas. O que a escola já faz é realçar os efeitos aditivos das bebidas alcoolicas e evitar situações em que possam beber, daí ter optado por não realizar visitas de estudo prolongadas. 

Concluindo a escola cumpre o seu papel, pelo menos na parte que me toca, quem não cumpre são as famílias, que viu-se - entrevistas às televisões -  tentam desresponsabilizar os filhos no que se passou em Espanha, bem como a agência de viagens (aqui por motivos comerciais), dizendo que houve um hotel que foi um erro de casting e nada foi dito sobre comportamentos desadequados, que eram esperados quando se dá a oportunidade como bares abertos entre a manhã e a noite. 

Eu como encarregado de educação não autorizo a participação neste tipo de viagens, mas promovo uma viagem cultural do meu educando acompanhado por um grupo restrito de amigos (um grupo de 3 ou 4).